Estilo e expressividade: Sete camisetarias natalenses pra ficar de olho

Por mais estranho que possa parecer, as T-shirts surgem no mundo da moda como revolucionárias, essa peça básica, popular pela sua facilidade de uso, já foi sinônimo de pioneirismo. Criada para ser usada como roupa de baixo e proteger camisas e blusas das transpirações nos dias quentes e proteger do frio em estações de baixas temperaturas, ela se manteve tímida e escondida por gerações.

Foi só com os movimentos jovens e contestadores dos anos 60 que a camiseta se torna peça para ser mostrada, pondo na moda valor revolucionário. A camiseta surge como reflexo da contracultura, disposta a aparecer e fazer mudança, assim como os jovens desafiadores das normas da sociedade careta da época. Os jovens mudam, a sociedade muda e a moda também.

E com todas as mudanças de comportamento da sociedade da década de 60 surge um novo movimento de consumo, embalado também pelo crescimento dos meios de comunicação e valorização da cultura globalizadas. Os jovens encabeçavam grandes transformações e o mercado, sabendo disso, passa a criar produtos para os protagonistas desse movimento. São eles que passam a ditar o que será ou não consumido, o poder do jovem nunca esteve tão forte.

Esse momento se torna um dos mais ricos da moda, a indústria passa a criar pela primeira vez para o público jovem, mas se a regra dos jovens era contestar, não seguir a moda e criar a própria moda, era a criatividade que imperava como absoluta. As camisetas que chegavam ao mercado eram automaticamente recriadas e a customização e personalização quase que obrigatórias. Estampas únicas e exclusivas nas camisetas era o must have!

O que ninguém imaginava é que esse desejo por personalização e exclusividade se manteria até e os dias atuais, tão forte quanto antes. E é sabendo do valor das camisetarias e reconhecendo Natal como um reduto valioso de criadores que o Apartamento 702 reuniu aquelas que merecem atenção e destaque pela qualidade e inovação.

Confere a lista:

USE UCHOA

CAMISETAS DA GOTA

MULAMBO T-SHIRTS

ESTÚDIO CARLOTA

Sem Etiqueta

VK

REDBUG

Previous ArticleNext Article
Henrique Avelino
Jornalista, escreve sobre moda e comportamento; é aficionado por arte e cinema e acredita no poder transformador dos livros, do plástico bolha e de uma boa xícara de café.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *