9 filmes e séries feministas para assistir na Netflix

Procurar o que assistir na Netflix às vezes é tarefa difícil. Isso porque há uma série de títulos disponíveis e essa quantidade absurda de opção pode tornar uma tarefa simples bem complicada.

Aqui no Apartamento 702 costumamos fazer listinhas para ajudar você nessa hora difícil de escolher o que assistir.

E nesta, em específico, vamos falar sobre filmes e séries feministas. Não só porque o movimento está em alta, mas também pela representatividade do movimento, hoje fundamental para termos uma sociedade mais justa e um respeito maior entre os gêneros.

Então, se você é feminista ou gostaria de entender mais sobre a luta feminina por direitos e equidade, aqui vai uma listinha maravishow de séries e filmes com temática feminista para assistir na Netflix.

Séries feministas

Jéssica Jones, uma das principais séries feministas.
1 – Orange is the new black
(5 temporadas)

Orange new black é baseada no livro Orange Is the New Black: My Year in a Women’s Prison (2010) e retrata as vivências da personagem Piper Chapman em uma prisão de segurança mínima.

A série, no entanto, vai além da Piper e a cada episódio foca em uma história de vida de uma das detentas de Litchfield. São mulheres que sofreram com a misoginia, racismo, violência sexual, homofobia, perseguição religiosa e mostram a poder da sororidade e do empoderamento.

Vale destacar que a série é escrita e protagonizada por mulheres, e teve a primeira atriz trans a ser indicada ao Emmy na categoria Melhor atriz convidada numa série de comédia, estamos falando da maravilhosa Laverne Cox.

 

2 – How to Get Away with Murder (3 temporadas na Netflix; 4 lançadas)

Produzida por Shonda Rhimes (Grey’s Anatomy) a série tem a magnífica Viola Davis no papel da advogada de defesa criminal, Annalise Keating, mulher negra e respeitadíssima no seu ramo de atuação que em sua vida lutou contra abusos sexuais, pobreza, racismo e alcoolismo.

Por causa desse papel, Viola tornou-se a primeira mulher afro-americana a ganhar um Emmy Award por Melhor Atriz em Série Dramática, além dele, recebeu dois SAG Awards por Melhor Performance em Série Dramática, e o Image Award por Melhor Atriz em Série Dramática.

Em HTGAWM, Annalise é chamada para absolver uma aluna que está sendo acusada de assassinar a colega de quarto, e descobre que tem muita coisa por trás deste assassinato. A série mostra o quanto o sistema jurídico é corrupto e com muita habilidade você pode moldá-lo ao seu favor, e é isso que a destemida Annalise consegue.

 

3 – Jessica Jones (2 temporadas)

Baseada na personagem de mesmo nome da Marvel Comics, Jessica Jones traz a Krysten Ritter (Don’t Trust the B—- in Apartment 23) no papel da super-heroína.

Dotada de super força e habilidade para saltos gigantes, Jessica é foge do padrão de heroína.

Ela é apaixonada por whisky, muito bem resolvida com sua vida sexual e sofre com as lembranças de um relacionamento abusivo que teve com o vilão Kilgrave, que controlava a sua mente.

A série tem duas temporadas, sendo a primeira a melhor de todas e tem suspense, drama, romance e muito girl power.

 

4 – One day at time (2 temporadas)

Um sitcom muito inteligente e gostoso de assistir que retrata a vida de Penélope (interpretada por Justina Machado), uma enfermeira e veterana de guerra de descendência cubana que se divide entre o trabalho e a criação dos filhos nos Estados Unidos com o apoio da abuela, a renomada atriz Rita Moreno de West Side Story (1961).

Na série, são abordados temas como: depressão, a vida de uma mãe solteira, as diferenças salariais entre homens e mulheres, xenofobia e homofobia. Dá para rir e ficar emocionado no mesmo episódio.

 

5 – The Alienist (1 temporada)

Lançada recentemente, a série se passa no ano de 1896 quando a sociedade acreditava que as pessoas que sofriam de doenças mentais estavam alienadas de sua própria natureza.

O doutor Laszlo Kreizler (Daniel Bruhl) é um alienista (psiquiatra) que ao lado de outros profissionais tenta desvendar uma série de assassinatos de jovens garotos de programa. Na série quem rouba a atenção é a Dakota Fanning e sua personagem Sara Howard, a primeira mulher da polícia de Nova York.

Sara foi criada por seu pai para sobreviver a um mundo governado por homens (digaí), e com muita coragem e ímpeto feminista quebra diversas barreiras e preconceitos. A série tem um suspense bem intrigante e levanta vários questionamentos sobre a mente de um psicopata, também é possível ver o movimento das sufragistas tomando conta das ruas de Nova York.

 

Outras indicações: Super Girl; Chewing Gum; The Fall; As telefonistas; Orphan Black; Unbreakable Kimmy Schmidt; Gracie and Frankie; Glow.

Filmes feministas

Malala, filme feminista inspirador
1 – Frida (2002)

Vencedor de Oscar, este filme traz a atriz Salma Hayek no papel da Frida Kahlo, um dos principais nomes da história artística do México. Frida era feminista, bissexual, militante política, incorporou em suas obras símbolos mexicanos e indígenas, e mais tarde se tornou ícone da moda estampando a capa da revista Vogue México.

2 – Malala (2015)

“Só percebemos a importância da nossa voz quando somos silenciados”, esta frase pertence à Malala Yousafzai, a mais jovem ganhadora do Prêmio Nobel da Paz. O documentário dirigido por Davis Guggenheim (Uma Verdade Inconveniente) aborda a história de Malala, uma jovem paquistanesa atacada pelo Talibã por militar em favor das meninas frequentarem uma escola.

3 – As Sufragistas (2015)

Inspirado em personagens reais, o filme traz a atriz Meryl Streep como líder do movimento a favor do voto feminino na Inglaterra no início do século XX. Roterizado e dirigido por mulheres, a produção ainda traz no elenco as atrizes Carey Mulligan e Helena Bonham Carter e mostra toda a luta das mulheres através da força sindical e a repressão sofrida através da polícia a mando do rei.

4 – “She is beautiful when she’s angry” (2014)

Este documentário mostra as corajosas mulheres que lideraram o movimento feminista nos anos 60 e 70 nos Estados Unidos. Através de seus depoimentos, o documentário mostra desde o nascimento do movimento a partir das lutas por direitos civis até a atualidade com a ‘Marcha das Vadias’. É inspirador e mostra o quanto há para ser feito e ainda conquistado.

Outras indicações: A garota dinamarquesa; O Sorriso de Monalisa; Crescendo como Coy; The Hunting Ground; Kill Bill; What Happened, Miss Simone?; Minhas mães e meus pais;

Bônus

Handmaid's Tale uma das séries feministas mais importantes hoje
The Handmaid’s Tale

Não, esta não tem na Netflix, mas tem no Popcorn Time e é uma das mais relevantes produções da atualidade.

Baseada no romance homônimo de 1985 da escritora canadense Margaret Atwood, a série mostra uma sociedade distópica com um regime totalitário baseado nas leis do antigo testamento onde as mulheres não possuem direitos e são tratadas como objeto sexual pelo alto escalão do regime.

E por que Handmaid’s Tale é tão relevante?

Porque o universo de Atwood não é tão distópico assim. Assusta ver que no Brasil e no mundo, homens tomam decisões legislativas sobre o corpo das mulheres. Além disso, os Estados Unidos elegeram um presidente que faz deboche e objetifica as mulheres.

No Brasil, um candidato à presidência que diz que se deveria pagar menores salários às mulheres por elas engravidam, enfim, a cada episódio você sai em choque e instigado a provocar uma revolução e impedir que a República de Gilead seja instaurada.

É uma série fundamental para ilustrar o mundo de hoje.

 

Todas essas inspiradoras narrativas nos mostram que ainda há muito para ser feito em prol dos direitos das mulheres. O estupro ainda é uma realidade, a diferença salarial também, assim como a ilegalidade do aborto e os altos números de feminicídio.

Se você gostou deste texto e das indicações, compartilha com seus amigos esta lista de filmes e séries feministas. Ou então acessa esta lista com indicações de livros feministas. Vamos, juntos, ajudar na construção deste movimento tão importante.

Previous ArticleNext Article
Cecília Oliveira
Cecília Oliveira ou Ceci Menineee é jornalista, produtora cultural, dj, plus size, a mil por hora, apaixonada por glitter, cachorros, fotografia, moda, maquiagem, cinema, bons drinks e comidjinhas.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *