13 melhores filmes do Netflix para você assistir neste mês

*Lista atualizada em maio de 2018

Você liga o Netflix, vê centenas de filmes para assistir, passa o olho nas sugestões (algumas muito ruins) e… Não sabe o que ver. Para ajudar a quem, como eu, sofre deste problema resolvi fazer lista dos melhores filmes do Netflix que vi e que estão disponíveis no catálogo brasileiro.

Esta, aliás, é a minha segunda lista. Há alguns meses, listei 10 sensacionais para ver no Netflix. E, tanto pela boa repercussão (é um dos links mais lidos deste blog), quanto pelo fato de que a empresa renovou seu catálogo de lá para cá, decidi fazer uma nova lista com os melhores filmes do Netflix, recheado de novidades.

Um dado interessante é que muita gente reclama da suposta falta de atualidade do catálogo brasileiro do Netflix. É uma meia verdade.

Meia porque há uma série de filmes lançados neste ano que estão entrando no catálogo da empresa: nem todos, óbvio, na velocidade que esperamos – há uma série de burocracias que impedem isso – mas quase sempre em um tempo razoável.

Da minha lista, os mais antigos são Trainspotting (um clássico!) que é do final dos anos 90, e Bastardos Inglórios, lançado em 2009. Os outros são todos de 2011 para frente e todos valem muito a pena.

Melhores Filmes para ver no Netflix

1 – Moonlight: Sob a Luz do Luar

Baseado na peça inédita In Moonlight Black Boys Look Blue de McCraney, o longa foi o grande ganhador do Oscar 2017, levando para casa a estatueta de Melhor Filme. A produção conta a história do Chiron, em três momentos diferentes da sua vida. O filme aborda de maneira sensível as mais diversas temáticas, como: bullyng, crise de identidade, droga e orientação sexual. IMDB: 7.4

2 – Ted

Dos filmes que selecionei, a única comédia. É criada por Seth MacFarlene, o mesmo criador de Family Guy. A história é da amizade entre um urso de pelúcia e seu dono, interpretado pelo ator Mark Whalberg. Tem um quê de humor negro, semelhante ao do desenho animado, e é excelente para animar tediosas tardes de domingo. IMDB 7.1.

3 – O Mordomo da Casa Branca

Esse, por pouco, não competiu pelo Oscar. Conta a história sobre a causa negra nos Estados Unidos, baseado no trabalho de um dos mordomos da Casa Branca. Político, forte e com uma atuação memorável do ator Forest Whitaker. Vale a pena, principalmente se você gostou de 12 Anos de Escravidão. IMDB: 7.1.

4 – O Quarto de Jack

Baseado no livro homônimo, The Room é um drama denso e impactante sobre Joy (Brie Larson) e seu filho Jack (Jacob Tremblay), de apenas cinco anos, que vivem isolados em um quarto. Com o desenrolar da trama, você irá mergulhar na história do seu regime de confinamento, causado por um sequestro que já dura 7 anos. IMDB: 8.2

5 – O Lobo de Wall Street

Estreou no Netflix há alguns meses com pompa. Afinal, é dirigido por Martin Scorsese, com Leonardo Di Caprio como personagem principal e foi um dos favoritos para levar o Oscar 2014, mas que foi desbancado por 12 anos de solidão. O Lobo de Wall Street conta a história real de Jordan Belfort e a loucura que é trabalhar no mercado financeiro. IMDB: 8.3

6 – Humano – Uma Viagem Pela Vida

Introspectivo, e mágico, o documentário ‘Humano – Uma Viagem Pela Vida’ aborda quem somos hoje em dia, não só em comunidade, mas como indivíduos. Uma verdadeira imersão no significado de ‘ser humano’ através de imagens e pontos de vista diversos. IMDB: 8.7

7 – Palmeiras na Neve

Este é um daqueles filmes estrangeiros bem escondidos na Netflix, e que é um verdadeiro achado. O longa ganhou o prêmio Goya de Melhor Direção Artística. Ele trata sobre uma jovem espanhola, que após a morte de seu pai descobre uma carta parcial. Enquanto ela procura as respostas, ela embarca em uma jornada que a leva de volta à África, onde ela revela os segredos de sua família. IMDB: 7.5

8 – Não me Abandone Jamais

O longa retrata as vidas de três amigos, desde os primeiros dias de escola até a idade adulta, quando a realidade do mundo em que vivem vem batendo. O que poderia ser mais uma trama clichê se releva um futuro distópico chocante que envolve doação de órgãos e pessoas substituíveis. IMDB: 7.2

9 – Jogos Vorazes Em Chamas

É o segundo filme da trilogia Jogos Vorazes, obra que primeiro torci o nariz para depois me convencer dos seus méritos (o terceiro será lançado em duas partes). A história tem um quê de “V de Vingança“, apesar de me parecer mais bobinho (não li o livro), mas é bem interessante o aspecto político que aborda, principalmente nessa época de mudanças e revoltas contra governos autoritários. IMDB: 7.8

10 – Bastardos Inglórios

Quentin Tarantino em um dos seus melhores filmes está lá, no Netflix, dando bobeira. O Bastardos Inglórios conta a história de um grupo criado para matar nazistas durante a 2 Guerra Mundial. A obra tem todos os elementos que fazem os filmes de Tarantino foda: um belo roteiro, violência e atuação magistrais. IMDB: 8.3

11  – Pulp Fiction

Um verdadeiro clássico dirigido por Quentin Tarantino, Pulp Fiction – Tempo de Violência, é um longa que merece ser assistido por todos os cinéfilos. A produção retrata as vidas de dois assassinos da máfia, um boxeador, uma esposa de um gângster e um par de bandidos de lanchonetes se entrelaçam em quatro histórias de violência e redenção. IMDB: 8.9

12 – Trainspotting

Um dos clássicos do cinema dos anos 90, Trainspotting conta a história da tentativa de homem se livrar do vício em heroína. É dirigido por Danny Boyle e sempre é comparado a clássicos como Laranja Mecânica e Pulp Fiction. Excelente para ver (ou rever). IMDB: 8.2

13 – Millennium

Longa do diretor David Fincher, e com grandes nomes no elenco, como Daniel Craig e Rooney Mara, o longa conta a história do jornalista Mikael Blomkvist que está há busca de uma mulher desaparecida há quarenta anos. E nesta missão é auxiliado por uma jovem hacker de computador. IMDB 7.8

Previous ArticleNext Article
Jornalista formado pela UFRN. Fez o Curso Estado de Jornalismo Econômico do Estadão/FGV e o Rumos Jornalismo Cultural do Banco Itaú. News addicted. Apaixonado também por internet, cultura, política, mídias sociais, publicidade e pelo Palmeiras. Odeia azeitona.

Comentários

10 Comments

  1. Gostaria de saber quais seriam as referidas burocracias as quais você citou que impedem o Netflix Brasil de disponibilizar séries e filmes mais atuais em um intervalo menor de tempo. Obg.

  2. Cara o filme Locke é muito ruim… rs
    Você apenas considera o filme razoável se olhar pela seguinte perspectiva: imagine que você praticamente não tem orçamento para fazer um filme… aluga uma BMW, contrata um único ator e bola uma história… that´s it! Se olhar por esse angulo a história é criativa e prente a atenção pelo formato… mas só!!! Colocar em uma lista de top 13 é sacanagem. Mas gosto é gosto…. De qualquer forma obrigado pelas dicas

  3. Locke é horrível. Esperava que fosse algo parecido com Buried, mas não, o filme não prende a atenção e não passa um efeito dramático. Tempo perdido.

  4. Locke = para esse filme ficar RUIM ainda tem que melhorar muito. É UM LIXO!!!!
    1 HORA E 30 MIN esperando que algo bom fosse acontecer ou que aquele filho da puta ia fazer meia volta e trabalhar na operacao. E ai talvez o filme seria alguma coisa. Se eu soubesse seu endereço mandaria um míssil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *