Premiado coreógrafo brasileiro está em Natal trabalhando com companhia de dança contemporânea

Ganhador de prêmios nacionais e internacionais, como o Prêmio Mambembe e o XXI Prêmio de Composição Coreográfica no México, o coreógrafo Henrique Rodovalho está em Natal trabalhando com a companhia potiguar de dança contemporânea, Entre Nós Coletivo de Criação.

O coreógrafo da premiada Quasar Companhia de Dança (Goiânia) tem trabalhado na construção do novo trabalho da companhia. Nesta montagem, o Entre Nós Coletivo de Criação tem no elenco João Alexandre, Thazio Menezes, Anádria Rassyne e Ewerton Domingos. Somam-se aos potiguares, os bailarinos Rafael Abreu e Priscila Ferreira da Virtual Companhia de Dança (São Paulo). O trabalho tem produção e iluminação de Marcelo Zamora, trilha sonora original de Danilo Guanais e direção de Diana Fontes.

Para Diana Fontes, diretora cênica da Entre Nós, Henrique Rodovalho é um ícone no segmento e o trabalho em conjunto será muito importante para o coletivo. “Henrique é uma referência no segmento de dança contemporânea, tem um estilo que me encanta e me motiva. Sempre foi um sonho trabalhar com ele em parceria com a Entre Nós. Essa oportunidade finalmente surgiu e acreditamos que vai ser um divisor de águas para a companhia”, declara Diana.

“Estamos fazendo esse investimento depois de três anos com intercâmbios maravilhosos com Colômbia, México, Israel e Alemanha. Aliado à produção e iluminação de Marcelo Zamora, produtor nacional e internacional conceituado, juntamente com nossa direção artística e a criatividade de Henrique Rodovalho, acreditamos que vamos construir um obra que vai abrir ainda mais os caminhos para a dança potiguar à nível nacional e internacional”, complementa a diretora  Diana Fontes.

“Querendo”

Para Henrique Rodovalho a primeira semana de trabalho com os bailarinos potiguares foi muito produtiva. “Foi uma primeira semana muito produtiva, ainda não desenvolvemos concretamente o espetáculo, mas estamos no caminho. Nesta primeira semana foi possível conhecer os bailarinos e trabalhar na construção da trilha sonora”, declara o coreógrafo.

“Eu tinha a ideia inicial de trazer um pouco de regionalismo para esta montagem, mas com a chegada da trilha do Danilo Guanais passamos a trabalhar movimentos que trazem um pouco do lúdico. Penso no nome ‘Querendo’, pois na história que estamos construindo temos dois rapazes que admiram muito uma mulher e ela tem interesse neles, mas tem outros interesses”, completa Rodovalho.

“A experiência tem sido bem bacana. Rodovalho é um nome bem conhecido nacional e internacionalmente, suas obras costumam ser bem aclamadas pela crítica e pelo público. Ele tem uma obra bem completa e influenciou grandes gerações de bailarinos, então tem sido um prazer muito grande ter esse contato com ele. Estar em uma nova montagem com um elenco muito bom é definitivamente inspirador e estou muito feliz”, declara o bailarino João Alexandre.

Estreia

O espetáculo estreia dia 15 de abril no Teatro Riachuelo na abertura do Encontro de Dança ao lado da companhia Focus (Rio de Janeiro).

Previous ArticleNext Article
Cecília Oliveira
Cecília Oliveira é formada em Jornalismo, atua como produtora cultural e assessora de comunicação, é plus size, a mil por hora, apaixonada por glitter, cachorros e fotografia.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *