Conheça a minissérie de dança Plano de Abandono, que estreia online nesta semana

Criada por Mainá Santana e René Loui, a minissérie de dança “Plano de Abandono” estreia online nesta semana dia (17) como parte integrante da segunda edição do Festival Arte como Respiro promovido pelo Itaú Cultural. A exibição do episódio piloto acontece a partir das 20h e fica disponível por 24 horas a partir da sua exibição.

O Festival Arte como Respiro envolve diversos artistas selecionados pelos editais de emergência de música, artes visuais e artes cênicas do Itaú Cultural. O Festival será totalmente on-line no site da organização e conta com espetáculos de teatro, dança e circo, além de apresentações musicais e obras de artes visuais. O Festival já começou e segue até o dia 28 de setembro. A programação com conteúdos voltados para o público adulto acontece de quarta a domingo sempre às 20h, já a programação infantil acontece nos sábados e domingos às 15h.

Na minissérie de dança “Plano de Abandono”, Mainá Santana e René Loui,  dois artistas negros residentes da cidade de Natal (RN), imaginam outras possibilidades narrativas encontrando em seu caminho o conceito de Afroficção, proposto pela cineasta Anti Ribeiro. Nesse momento de isolamento, os artistas se permitem fantasiar com a realidade, a partir de duas casas, dois celulares e uma boa conexão – apesar da internet não facilitar.

 

De acordo com um dos idealizadores, a minissérie surgiu como forma de continuar trabalhando, mesmo no contexto da pandemia. “A ideia surgiu no comecinho da pandemia como uma alternativa para continuar trabalhando, como uma maneira de não deixar que nossa produção em dança congelasse. Tivemos que nos reinventar, tivemos que “redescobrir” nosso modo de produzir dança. Nossa produção agora tinha que ser a partir das ferramentas que tínhamos em nossas casas. Utilizamos nossos celulares para registrar essas situações que vinham nos acompanhando desde o princípio da pandemia. Evidenciamos essa dura e difícil realidade trazida pelo isolamento social, porém sempre com uma pitada de humor. Porque afinal de contas, já está tudo tão difícil né!? Por que não nos permitir um pouquinho de descontração?”, comenta René Loui.

O que exibiremos no dia 17 é o episódio piloto, o chamamos de “Minha Mãe é Uma Semideusa”, e representa exatamente o que estávamos vivendo nos primeiros momentos da quarentena. Cada episódio  reflete as nossas incertezas perante o momento em que cada um é produzido”, complementa René.

A minissérie terá duas temporadas, a primeira desenvolvida com apoio do Itaú Cultural via Arte Como Respiro: Múltiplos Editais de Emergência,  a segunda  tem estreia programada para novembro e contou com o apoio do SEBRAE- RN através do Edital de Economia Criativa 2020.

||Ficha técnica

Concepção, Interpretação e Direção: Mainá Santana e René Loui
Produção, Iluminação, Fotografia e Captação de Imagens: Arthur Moura, Mainá Santana, René Loui e Willy Helm 

Montagem e Edição: Mainá Santana, René Loui e Willy Helm Identidade Visual: René Loui
Concepção de Figurino e Trilha Sonora: Mainá Santana e René Loui
Apoio: Itaú Cultural, SEBRAE / RN, Coletivo CIDA e Casa Tomada A minissérie Plano de Abandono teve sua primeira temporada selecionada pelo Arte Como Respiro: Múltiplos Editais de Emergência, do Itaú Cultural. A segunda temporada tem previsão de estreia para novembro de 2020 e foi selecionada pelo Edital de Economia Criativa do SEBRAE / RN.

Previous ArticleNext Article
Cecília Oliveira
Cecília Oliveira é Comunicadora Criativa e Produtora Cultural, atua comunicando projetos artísticos na cidade do Natal há dez anos. É gorda power, a mil por hora, apaixonada por glitter, cachorros e fotografia.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *