Red Boots – 6 perguntas e 1 documentário (ou como jogar RPG pode te fazer um monstro na música)

Descubra como jogar RPG pode transformar você em um músico de uma das bandas mais legais do RN. Luan Rodrigues e Gil Holanda se conheceram jogando e aprenderam música experimentando. Toda a criatividade acumulada em longas sessões de D&D precisava fluir para algum lugar.

DEZ FUCKING ANOS!

Como, quando e porque surgiu o Red Boots?
Gil: Comecei a tocar quando formamos o Red Boots. Foi na raça mesmo, eu não tinha bateria então tinha que pedir a bateria emprestada a uns amigos, até que eu e Luan juntamos uma grana e compramos uma. Estou sempre aprendendo.
Luan: Vai fazer 10 anos próximo ano, passa rápido… Na verdade até hoje eu conheço muito pouco sobre teoria. Com o Red Boots foi o caso de ir amadurecendo mesmo. Conheci Gil quando estava gazeando aula pra jogar RPG, uns 12 anos atrás. A gente tinha o mesmo grupo de amigos, e ter uma banda parecia um rolê de outro mundo, era tudo que a gente queria.
SÓ DUAS PESSOAS NO PALCO
O público não intimida vocês?

Gil:
A melhor parte de tocar no Red Boots é subir no palco e ver a galera esperando Luan dar o primeiro acorde, e em seguida, sentir o peso da guitarra com a bateria. Isso é uma sensação foda. O publico da gente é muito bacana. É legal conversar e a gente tenta transmitir o máximo da nossa música no palco. Recentemente postamos o doc da tour do novo disco que acaba sendo meio que auto explicativo.
unnamed (1)
UM MINI DOC!
De onde surgiu a idéia de gravar um documentário sobre a turnê?

Luan:
Eu não gosto muito de ficar parado. Boa parte dos artistas que admirei a vida toda não paravam quietos, isso é inspirador. No fim do ano passado, nós já tínhamos todas as músicas do disco prontas e eu estava me sentindo saturado, sem idéias que eu achasse que valiam mesmo a pena. Foi quando me voltei pra criação de ilustrações e vídeos, e foram surgindo várias idéias. Isso acabou dando uma revigorada também pro lado da música.

DEU BOBEIRA, VIRA INSPIRAÇÃO
Quais são as referências, influências e “parecências” da banda?Luan: Bob Dylan, Bowie, Nirvana. A banda começou porque todo mundo gostava de Nirvana, era uma idéia completamente diferente. Hoje nem sempre a inspiração vem de música. Como eu ando fazendo um pouco de cada coisa (ilustração, vídeo e música), as inspirações acabam vindo de lugares diferentes, pra propósitos diferentes. Eu posso, por exemplo, assistir um filme do P. T. Anderson e ter uma boa ideia pra uma música, ou escutar algo e aquilo me inspirar enquanto estou desenhando, não tem regra.

I <3 KUNG FU JOHNNY
E da cena local, quem merece destaque?

Gil:
Gosto do Kung Fu Johnny, eles tem uma pegada bacana, são pessoas legais, é uma banda honesta, que gosta de tocar rock, e acho que isso é uma das coisas mais importantes. Eu gosto desse rock com uma influência mais clássica e bons riffs. Um baterista que canta também ganha pontos comigo!
E AGORA?
O que vocês planejam para os próximos 10 anos?

Luan:
Boa pergunta. Tem algumas coisas legais pra rolar ainda, mas não quero estragar essas surpresas. O que já rola falar é que em dezembro a gente lança uma musica inédita de Natal, e que próximo ano vai ser bem movimentado pro Red Boots, estamos ansiosos por isso.

Gil:
Não me vejo sem tocar. Não sei como vai estar daqui a mais 10 anos, mas estaremos juntos.
Previous ArticleNext Article
Danina Fromer
Analista de Mídia Digital, Musicista e Drag Queen. Comentarista Gourmet Eu passo o dia frescando no twitter. @daninafromer

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *