Quer mudar de carreira? Pergunte-me como

Olá, gente boa do 702!

Recentemente passei por uma mudança radical em minha vida. Alguns meses atrás tomei a decisão de sair do meu emprego como diretor de arte em uma agência de publicidade para empreender e trabalhar como designer freelance. Atualmente tenho uma startup residente em uma incubadora de negócios aqui em Natal, tenho três projetos em etapas de validação e prototipagem e mais algumas ideias esperando para saírem do papel.

Sim, lógico que com essa quantidade de projetos, hoje trabalho muito mais do que quando trabalhava em agência. Trabalho o dia todo, sábado, domingo e feriado, mas em contrapartida,  trabalho em projetos meus. Projetos em que acredito e pelos quais valem a pena dar o sangue.

Por esse motivo, quando conto a história de como fiz essa transição de carreira, geralmente as reações das pessoas se resumem, basicamente, a duas:

Reação da pessoa 1: “Você é doido?”

Reação da pessoa 2: “Queria ter coragem de mudar de profissão também…”

Então decidi escrever esse texto para esses dois tipos de pessoas. Primeiro para as pessoas que pensam que sou doido entender que não foi uma decisão tão insana assim e, segundo, para as pessoas que desejam fazer o mesmo entender que é possível sim mudar de carreira.

Para ajudar a quem pensa em fazer o mesmo e não sabe por onde começar, abaixo listei 8 dicas rápidas de como você pode mudar de carreira. Algumas dicas eu usei quando decidi mudar de profissão, outras eu aprendi apenas depois que pedi demissão, ou seja, aprendam com meus erros e acertos.

1. Por quê?

Primeiramente, por quê você quer mudar de carreira?

Se suas razões não forem sólidas o suficiente, se for apenas para “não ter mais chefe” ou para não ter mais que “cumprir horários”, aconselho você rever suas motivações. Nos momentos difíceis na vida de quem muda de carreira, ou empreende, só um ideal bem forte e definido para te manter motivado durante essa caminhada.

Ah… Vale ressaltar que já escrevemos aqui sobre empregos que correm risco de desaparecer nos próximos anos. Dá uma olhadinha aqui e caso o seu emprego se encaixe, essa é uma boa motivação para mudar de carreira.

2. Conheça para onde você vai

O meu desejo de empreender vem desde 2012, na época em que ainda cursava Ciência e Tecnologia na UFRN, mas o grande problema era saber o que fazer. Em que área investir e empreender. Pesquisei, estudei, procurei, participei de palestras sobre startups, empreendedorismo, até ter conhecimento o suficiente sobre o que eu queria, e isso me dar segurança de poder dar o próximo passo.

Então, para qual área você quer migrar? O que você quer fazer agora? Sair do emprego por algo que você mal conhece é como traçar uma rota para um lugar que você não conhece e acabar chegando em lugar nenhum, e olha que nem estou falando da série Neverwhere.

Elenco de Neverwhere (Lugar Nenhum), série da BBC baseada no livro do Neil Gaiman.

3. Conheça para onde você NÃO quer ir

Depois de pesquisar o que você quer fazer, agora é necessário definir e listar o que você NÃO quer fazer. Uma das séries que mais gosto é Dr House. Para quem não conhece, Dr House é uma série médica, que conta a história de um doutor chamado House (jura?) e de tanto assistir essa série cheguei um momento a cogitar fazer medicina, mas até que lembrei de um pequeno detalhe: eu não aguento ver sangue (me julguem). Não consigo nem olhar para a agulha quando estou doando sangue. Enfim. Quando lembrei desse pequeno detalhe minha vontade de ser médico passou milagrosamente.

Dr. Gregory House (Hugh Laurie)

Então pare e liste o que você não gosta de fazer, pois tão importante quanto saber o que você gosta, é saber bem o que você não suporta fazer.

4. Economize

A partir do momento que se decide mudar de carreira, algo importantíssimo a ser fazer é criar um fundo para os momentos difíceis dessa transição porque sim, eles virão. Se organize e coloque como meta pedir demissão com bastante tempo de antecedência para você ter tempo de poupar aquele dinheiro ao invés de comprar aquele sebosão do fds.

Agora, se você me perguntar se eu fiz isso, se eu economizei, eu te direi que não, eu não fiz, mas me arrependi depois. Logo, não seja essa pessoa que vos escreve.

5. Cuide da saúde

Assim que pedi demissão da agência, uns quinze dias depois quase morri com uma crise hipertensiva. Quando consultei o médico para investigar o que aconteceu, descobri que, aliado a uma vida sedentária e uma alimentação ruim, que por si só já é preocupante somado ao estresse da mudança radical influenciou muito para agravar a minha situação.

Cuide da sua saúde sempre, mas se quer mudar de carreira, torne isso uma meta ainda mais importante, pois durante esse tempo de transição e incerteza você vai precisar ter muita disposição e saúde para poder superar todos os desafios.

6. Busque XP

Busque trabalhos de fim-de-semana, trabalhos voluntários e freelas nas horas vagas na área em que você quer trabalhar, mesmo ainda estando no emprego do qual quer se livrar. Nesses pequenos trampos, além de aprender na prática sobre a área em que você pretende seguir carreira, ainda será uma ótima oportunidade para construir um bom currículo e/ou portfólio.

7. Seja Flexível

Muito provavelmente, nesse novo desafio você não começará como chefe ou algo assim. Esteja preparado para assumir cargos mais baixos do que você tinha no seu último emprego, talvez calçar as “sandálias da humildade” e aceitar o cargo de estagiário, mas se você tem que re-começar em algo novo, comece do início.

Cena do filme O senhor estagiário

8. Encontre pessoas

Invista em conhecer pessoas. Procure eventos que tenham a ver com sua nova escolha de profissão, conheça pessoas que possa te ensinar e te ajudar nesse novo projeto de vida. Para isso não seja interesseiro, seja interessante. Procure ajudar, agregar algo as pessoas que te interessam. Junte-se com pessoas que tenham os mesmo sonhos que você e tenha certeza que, muito provavelmente, vocês serão mais que amigos, serão F.r.i.e.n.d.s.

Elenco da série Friends.

Depois dessas dicas fica a pergunta: você teria coragem de mudar de carreira também? Comenta e deixa sua opinião.

Amplexos arrochados para todos!

Previous Article
Yuri Soares
Designer, empreendedor, ex-livreiro mas ainda amante de bons livros. Inspirando oxigênio e expirando gás carbônico desde 1989.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *