Conheça mais sobre o Forte dos Reis Magos e sua ligação com o nascimento da cidade do Natal

Forte dos Reis Magos. Foto_ Fernando Chiriboga

É um fato consideravelmente conhecido que a cidade de Natal nasceu em um 25 de dezembro, e a partir disso foi batizada com esse nome. Porém, uma construção específica foi o ponto de partida para o nascimento da nossa cidade do sol: o Forte dos Reis Magos (ou Fortaleza dos Reis Magos).

Conheça a história da construção que se mistura com a de Natal

No contexto de conquista do litoral nordestino, os franceses se encontravam aqui traficando o pau-brasil e viram um obstáculo para isso com a chegada dos portugueses e espanhóis.

Durante a segunda expedição para conquistar as terras anteriormente dominadas pelos franceses, chegaram até essas terras Mascarenhas Homem e Jerônimo de Albuquerque. O objetivo inicial era expulsar os franceses e conquistar a capitania.

Assim, podemos afirmar que a capital do Rio Grande do Norte surgiu a partir da intenção espanhola de expulsar os franceses do litoral brasileiro. Na ocasião, o rei da Espanha, Felipe II, determinou a construção de uma fortaleza para proteger a Barra do Rio Grande (como era chamado o território naquela época). E também surgiu a ordem para ser construída uma pequena cidade a uma légua da fortificação.

Planta do Forte dos Reis Magos
Detalhe do mapa do Rio Grande do Norte presente na obra ‘Livro que dá Razão ao Estado do Brasil’ (MORENO, ALBERNAZ, 1616) com a planta do Forte dos Reis Magos.

Em 6 de janeiro de 1598 foi inaugurada a Fortaleza, e ganhou o seu primeiro nome que seria Fortaleza dos Santos Reis. Justamente por ter sido concluída no Dia de Reis, que encerra o ciclo natalino segundo a liturgia católica.

Quase dois anos depois, às margens do Rio Potengi e a uma légua do local onde foi edificado o Forte, nasceu a nossa cidade Natal, a qual teve os limites demarcados no dia 25 de dezembro de 1599.

Área interna do Forte dos Reis Magos
Área interna do Forte dos Reis Magos. Foto: Blog Praias de Natal

O Forte foi construído com uma forma semelhante à uma estrela. Toda a estrutura é feita de alvenaria, cal e pedra, e contém diversos depósitos de suprimentos e armamentos.  Além de quartéis, uma capela, uma cisterna e uma casa de comando.

Capela presente no Forte dos Reis Magos. Foto: Guilherme Morais (Flickr)

Algumas curiosidades sobre o Forte dos Reis Magos

  • Ao longo do tempo o Forte passou por várias modificações. Em 1633 a construção sofreu ataques de holandeses que vieram e dominaram a região até 1654. Durante esse tempo chamaram o local de Castelo de Keulen e Natal ganhou o nome de Nova Amsterdã. Após 1654 o Forte e a cidade voltaram para as mãos dos portugueses.
  • No centro do Forte você encontra uma pequena igreja. Sobre o teto desta fica um local secreto onde eram armazenados os armamentos e munições na época dos colonizadores.
  • O piso do Forte ainda é o original. Ele possui mais de 400 anos e está significativamente bem conservado.
  • Não foi construído banheiro da forma que conhecemos no Forte. O local que era habitação de capitães e soldados tinha apenas um espaço rudimentar reservado para tais necessidade e os dejetos eram jogados no rio.
  • De dentro do Forte é possível ver locais de onde eram jogados os prisioneiros para a morte. Trata-se de buraco no chão onde os prisioneiros ficavam presos sob uma tampa de ferro esperando a água do mar subir.
  • O local abriga o Marco de Touros, que é o monumento colonial mais antigo do país. O Forte dos Reis Magos pertence ao Patrimônio da União, tendo sido administrado pelo Governo do Estado do RN, representado pela Fundação José Augusto, até o ano de 2013, quando passou a ser administrado pelo IPHAN, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, até 2018. Atualmente, a gestão do Forte retornou para a Fundação José Augusto.
Área Interna do Forte
Foto: Blog Tempo Integral

Visitação aberta ao público

Para ter acesso ao Forte dos Reis Magos, você precisa fazer uma caminhada de aproximadamente 500 metros. O caminho é feito por uma passarela, que foi construída posteriormente. O local ainda guarda canhões originais da época das invasões e outros artefatos antigos. Vale muito a pena pela vista do Rio Potengi e também da Praia de Genipabu.

O Forte dos Reis Magos fica aberto de terça a domingo das 08h às 16h30.

O valor cobrado para ter acesso ao Forte é apenas R$3,00 por pessoa. Lá você terá guias credenciados para ensinar ainda mais sobre o local.

Para grupos grandes, a administração do Forte orienta o agendamento da visita que pode ser feito pelos números (84) 3211.3820/ (84) 3211-6166/ (84) 3202-9006

Espero que tenham curtido conhecer um pouco mais sobre esse nosso super patrimônio histórico e cultural!

Já convida os amigos e a família para fazer uma visita ao local e ter essa super experiência.

E já que estamos nesse papo cultural, confere aqui um pouco sobre o Circuito Cultural da Ribeira que estará de volta em Agosto e promete!

Foto de destaque: Fernando Chiriboga
Previous ArticleNext Article
Débora Silva
Estudante de publicidade da UFRN, amante da cultura hip hop, torcedora do ABC e uma das redatoras top do Apartamento702.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *