Esportistas potiguares que brilham no Brasil e no mundo

Celeiro de craques do futebol e de feras do MMA, o Rio Grande do Norte tem uma história relevante no esporte brasileiro com atletas de grande relevância no cenário nacional e internacional.

De Renan Barão a Márcio Mossoró, separamos alguns dos atletas potiguares que carregam a bandeira do Rio Grande do Norte em eventos de grande magnitude ao redor do globo.

Renan Barão e Gleison Tibau: potiguares que fizeram história no UFC

A fase de Barão no UFC não é boa. O natalense acumula quatro derrotas seguidas e pode sair da organização caso não reencontre o caminho das vitórias. No entanto, sua história no UFC jamais será apagada.

O início da trajetória de Barão na organização foi brilhante. Entre 2011 a 2014, ele venceu suas sete primeiras lutas no UFC e ganhou o cinturão do Peso Galo. Além de ter conquistado a honraria, Barão defendeu o título em três oportunidades.

A fase começou a virar para baixo ainda em 2014, quando ele perdeu para o americano T.J. Dillashaw. Desde então, foram outras oito lutas no UFC e seis derrotas.

Apesar do momento negativo, Barão ainda é novo (32 anos) e já mostrou anteriormente que tem qualidade para ser o melhor de sua categoria.

Natural de Tibau, Gleison é um veterano nas artes marciais mistas. Aos 35 anos, ele não está mais no UFC, mas conquistou uma trajetória impressionante na organização.

A estreia de Gleison foi em 2006, no UFC 65. Ele ficou 12 anos na organização e disputou 28 lutas. Mesmo sem nunca ter disputado o cinturão, o atleta de Tibau marcou seu legado na história do MMA brasileiro.

Felipe Bezerra é a esperança potiguar no judô

No âmbito das lutas esportivas, o Rio Grande do Norte vai além do MMA. O judoca potiguar Felipe Bezerra já está consolidado no rol dos grandes atletas dessa modalidade no país.

No ano passado, Felipe fez parte da delegação brasileira que foi disputar o Grand Prix na Croácia. Competição que contou com os melhores judocas do mundo, Felipe esteve ao lado de grandes estrelas do judô brasileiro, como Rafaela Silva e Mayra Aguiar.

Apesar de ter voltado para o Brasil sem medalhas, a participação no Grand Prix em solo europeu adicionou ainda mais experiência ao judoca potiguar.

Neste ano, Felipe fez parte da seleção potiguar que se destacou no campeonato regional. Com muita qualidade, o atleta mostrou mais uma vez que é uma das principais referências dessa modalidade no Rio Grande do Norte.

Tem potiguar se destacando também no poker

O poker já virou uma febre no Nordeste. Em Natal, há vários lugares para praticar o esporte da mente e sua popularidade resulta em bons resultados a nível nacional dos principais competidores potiguares.

Em 2018, Daniel Chacon entrou para o mapa do poker nacional com excelentes atuações no Campeonato Brasileiro de Poker (também conhecido como BSOP). Em etapa disputa em Natal, por exemplo, Daniel ficou com a segunda colocação do evento principal e embolsou mais de R$ 150 mil.

Na ocasião, mais de 670 competidores estiveram na disputa. Foi o maior resultado da carreira de Daniel e nesse mesmo evento Diego Araújo, de Caicó, ficou com a quarta colocação.

Além da excelente participação no BSOP de Natal, Daniel pontuou em outras etapas do BSOP em 2018. Ele também foi figurinha carimbada do relevante Nordeste Poker Series (NPS), principal circuito da região.

O competidor também tem experiência internacional. Apesar da popularidade global dos jogos de cassino online, os cassinos físicos seguem muito requisitados pelos visitantes e isso não é diferente na América do Sul. No início deste ano, em Puerto Iguazu, representantes do Rio Grande do Norte estiveram no famoso cassino argentino para a disputa do BSOP. Daniel, grande referência do poker potiguar, não teve uma ótima participação, mas adicionou ainda mais experiência em seu currículo.

Potiguares de relevância no futebol nacional e internacional

No cenário do futebol, Rio Grande do Norte tem alguns jogadores que valem menção. O principal deles atualmente é Rodriguinho. O meio-campista do Cruzeiro tem uma carreira impressionante.

Aos 31 anos, Rodriguinho, de Natal, tem dois títulos do Campeonato Brasileiro (2015 e 2017) e é um dos principais destaques do Cruzeiro. Revelado pelo ABC, ele brilhou com a camisa do Alvinegro na conquista do Campeonato Potiguar de 2007 e 2009.

Como revelação do futebol potiguar, ele foi contratado pelo América Mineiro em 2011. Após duas temporadas com a camisa do time de Minas Gerais, o natalense se transferiu para o Corinthians e escreveu seu nome na história do clube.

Enquanto Rodriguinho ainda está no auge da carreira, Márcio Mossoró está na fase final de sua trajetória. Aos 35 anos, o meio-campista campeão da Libertadores (2006) atua desde 2014 no Istanbul, da Turquia.

Titular na equipe da capital turca, Mossoró segue atuando em bom nível. Ele iniciou sua carreira no Ferroviário, de Fortaleza. Natural da animada Mossoró, ele carrega o nome de sua cidade pelo mundo afora.

Quem fecha a lista de potiguares de destaque no futebol atual é José Welison. De São Pedro, o volante está fazendo uma boa temporada no Atlético Mineiro. Assim como Mossoró, porém, o atleta não iniciou sua carreira no Rio Grande do Norte.

Também vale citar outros jogadores de futebol que honram o Estado do Rio Grande do Norte, como Wallyson (atacante) e Apodi (lateral).

Texto de autoria de Luara Lua Pereira de Marinis

Previous ArticleNext Article
Redação
Um novo jeito de blog :)

Comentários

1 Comment

  1. Vocês esqueceram de Italo Ferreira e Jadson André ambos brilhando na elite do surf mundial, são de maior destaque que todos os outros mencionados, especialmente o Italo atualmente ! Ajustem isso… 😉

Deixe uma resposta para Japa Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *