4 filmes para assistir no feriadão (ou em qualquer tempo livre)

Indicação de filme nunca é demais, não é mesmo? Pensando nisso, segue algumas produções que vi no último mês e merecem ser propagadas.

AVISO: Contém spoilers de leves (considerados apenas para spoilerfóbicos)!

Revenge

Porque escolhi ver

Vi algumas boas críticas, não me aprofundei em nenhuma, apesar disso os títulos das matérias e o trailer me atrairam. Estava um dia de bobeira em casa e foi o primeiro filme sugerido, em boa qualidade, no site em que eu estava navegando.

Pra quem indico

Apesar de ter um aspecto americanizado e tarantinesco, o filme de 2017 foi dirigido por uma francesa sem muitos trabalhos conhecidos. Coralie Fargeat aposta no “novo extremismos francês” para produzir uma ótima trama inspirada no clássico de 1978: “A vingança de Jennifer”. Para gostar da obra devemos nos desapegar da verossimilhança, mas dentro da narrativa existem pontos de sentido lógico dentro daquele padrão. Existe uma linda fotografia, com cores quentes em contraponto ao azul, e muitos elementos significativos em seu cenário. O filme tem planos sequência que fazem lembrar a jogos de video game. Sabe aquela sensação ao jogar “Call of dutty”? Ela está lá, junto a uma excelente trilha sonora, para nos ajudar a sentir o ritmo frenético da trama e roer todas as unhas.

Pra quem não indico

Apegados a realidade e com problemas em ver filmes de violência psicológica e física bem relacionada ao grotesco. Porque dá nojinho. E se você é homem, ama filmes de ação, mas é machista vai se incomodar bastante com as simbologias e história, as quebras de conceito proposital do argumento: “ela mereceu, porque se insinua”, “ela é mulher não é capaz”, “nudez feminina é ok, mas masculina… era mesmo necessário?”.

Para Todos Os Garotos Que Já Amei

Porque escolhi ver

Eu vi uma crítica sobre o livro e achei o plot interessante. Quando vi que estavam fazendo um filme original da Netflix sobre, automaticamente, fiquei atenta a estreia.

Pra quem indico

Quem gosta de comédias românticas, eis aqui uma das mais carismáticas feitas este ano. O plot é simples, mas com uma premissa criativa da problemática e o relacionamento dos personagens é bem construído. Você consegue entender e se apegar a cada um deles e vomitar arco-íris enquanto assiste. A direção é bem ok e eu gostei muito da fotografia, principalmente do conforto visual dos azuis e luminosidade em vários momentos da trama.

Pra quem não indico

Problematizadores dos clichês e do romantismo colegial. Para quem gosta de ver filmes cheios de ação, este filme é simples e ameno demais. Amantes da trilha sonora podem sofrer um pouco, já que é meio escassa e poderia ter feito a diferença em vários momentos.

Oito Mulheres E Um Segredo

Porque escolhi ver

O filme recebeu uma crítica média, mas recentemente uma amiga me lembrou dele falando muito bem. Abri o Popcorn Time e ele estava lá na minha frente.

Pra quem indico

Para fãs de thriller e principalmente da franquia, já que o filme propõe algo simples e o entrega com boa qualidade. Atrizes incríveis, figurinos fantásticos e o cenário do MET Gala, com muitas participações de celebridades da vida real, ajudam a dar um ar chic e interessante a trama.

Pra quem não indico

Fãs de grande ação, ou de grandes reviravoltas. Aqui temos uma trama um pouco mais previsível e um desafio muito mais simples do que nos outros filmes da franquia. Não há um antagonista forte, focando muito mais no plano.

Missão Impossível – Efeito Fallout (6)

Porque escolhi ver

Você pode achar que é apenas pelo hype. Mas nem foi… sou fã da franquia e assim como a maior parte da nossa geração Y, prefiro os filmes de Tom Cruise aos famosos 007. E estava passando em um horário conveniente para que eu pudesse ver no cinema.

Pra quem indico

Para os fãs dos mais diversos clichês de ação, no entanto nem só de obviedade vive “Efeito Fallout”, existem ótimas lutas executadas, muuuuuuitos twists e excelentes cenas de ação. Apesar de longo em tempo se mantem eletrizante do começo ao fim. Claro que a atuação de Tom Cruise é essencial, levanta e caracteriza este filme como um dos melhores do gênero de ação do ano.

Pra quem não indico

Fãs de drama e filmes de natureza real. É uma obra de de ação e vai ter ação a qualquer custo e vários clichês. Já falei que vai ter ação?

Meu Ex É Um Espião

Porque escolhi ver

Fui ao cinema com uma amiga, tínhamos um horário predeterminado e algumas peculiaridades sobre traumas e medos (que nos impediram de ver Megatubarão e Slender Man). Com um título desse e um trailer bem ruim, este só poderia ser a sobra.

Pra quem indico

Para quem ama filmes de comédia pastelão. Porque devo te dizer, cumpre bem o objetivo e me divertiu. Me lembrou muito “A Noite do Jogo”, mas particularmente achei melhor. É uma sátira clara aos filmes de espião com duas mulheres protagonistas. Tem piadas ótimas e conta uma história de amizade. Mila Kunis e Kate McKinnon cumprem muito bem aos seus papéis, porém Kate (linda, maravilhosa, melhor comediante do momento) rouba cena por diversas vezes. Fãs de vídeo games fiquem atentos a referência a Street FIghter.

Pra quem não indico

Quem não curte humor pastelão, ou filmes de sátiras. Não tem grandes aptidões técnicas, trilha sonora vaga e momentos muito previsíveis.

Previous ArticleNext Article
Karla Menezes
Amante das séries e filmes. Fã de heróis. Pós graduada em mídias sociais e blogueira do Cheia de Papo.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *