Virose faz o número de atendimentos em Natal duplicar; saiba como se prevenir

Um dos temas mais falados nas rodas de conversa da cidade é sobre a virose. Está todo mundo ficando doente. O negócio está tão forte que esse surto duplicou o número de atendimentos nas UPAs da cidade e preocupa as autoridades da saúde de Natal.

E, para piorar, os casos de dengue também aumentaram em relação ao ano passado. Não se sabe ao certo o motivo de isso ocorrer, mas o clima certamente tem papel nisso. Afinal, este é um dos anos que mais choveu na década e a umidade é um dos fatores que faz aumentar o número de casos de viroses.

Esta matéria da Tribuna do Norte mostra o quanto a situação está complicada. E, para te ajudar a enfrentar essa mazela da melhor forma possível, vamos compartilhar algumas dicas de como você pode se prevenir ou tratar do problema em casa.

Dicas para não ficar de cama com a virose

1 – Manter-se hidratado

Hidratação é essencial para a recuperação de uma virose. Então abuse de tomar água, sucos, chás ou alimentos que ajudem, como frutas e até açaí. É o primeiro passo para você se recuperar bem, já que uma das consequências de uma infecção como essa é, justamente, o processo de desidratação.

2 – Lavar as mãos

Lembra da infância que nossos pais sempre falavam, de forma até excessiva, da importância de lavar as mãos? Pois é, a gente cresceu e a história não mudou. É preciso fazê-lo várias vezes ao dia, principalmente em épocas como essa em que há bastante gente ficando doente.

3 – Renovar o ar

Abra as janelas e deixe o ar passar. Quanto melhor for a qualidade do ar que você estiver, menos provável que você pegue uma virose ou, caso contaminado, passe a virose para alguém. Lembre-se sempre de abrir as janelas, verificar como que está o filtro do ar condicionado e, se possível, dar uma volta na praia ou no Parque das Dunas.

Lembre-se que caso os sintomas piorem ou você tenha febre por mais de 2 dias, você deve procurar o serviço médico o mais rápido possível. Idosos, crianças e pessoas com problemas de imunidade devem ter atenção redobrada.

Previous ArticleNext Article
Jornalista formado pela UFRN. Fez o Curso Estado de Jornalismo Econômico do Estadão/FGV e o Rumos Jornalismo Cultural do Banco Itaú. News addicted. Apaixonado também por internet, cultura, política, mídias sociais, publicidade e pelo Palmeiras. Odeia azeitona.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *