UFRN promove evento gratuito de leitura dramática nesta semana

Promovido pelo Departamento de Artes (DEART) da UFRN, entre os dias 08 e 11 de maio acontece o II PALAVRAR – Ciclo de Leituras Dramáticas.

Com o objetivo de fomentar um público espectador e leitor de Teatro, abre-se esse espaço para uma experiência que fortaleça o sentido de comum união com o Teatro e pertencimento à obra de arte.

Você sabe o que é uma leitura dramática?

Leitura dramática é a montagem de um texto teatral sem, necessariamente, contar com a atuação física completa.
Mesmo nos casos em que o encenador ou grupo estabeleça uma marcação para o elenco, o texto e as rubricas não foram decorados como numa montagem finalizada. É uma montagem em processo.

Sobre o evento

O evento é uma ação do projeto de extensão Banco de Textos Teatrais e acontecerá no Teatro Laboratório Jesiel Figueiredo do DEART.  A proposta ao público mostrar peças teatrais de autores eminentes.

A cada noite a plateia acompanhará a leitura de uma peça diferente, com total imersão nas palavras, sons e atmosferas do texto.

Nos quatro dias de evento as atividades terão início sempre às 19:45, e a entrada é gratuita.

Participam desta segunda edição o grupo de teatro Carmin, um dos mais destacados coletivos teatrais do RN. Será apresentado por ele a leitura de uma produção inédita, de Mateus Cardoso (que também a dirige), intitulada “O Deserto”.

Em 2017, o grupo convidado foi o Clowns de Shakespeare, que leu as peças “Flores arrancadas à névoa” e “A seda e a larva”, texto inédito de César Ferrario.

Uma das propostas do PALAVRAR é aproximar alunos e professores de artes da classe teatral da cidade. Outra é oferecer Teatro para a população em geral.

O ciclo ainda mistura atores profissionais natalenses a professores e alunos de graduação e pós-graduação em Artes Cênicas, com as peças “Conselho de Classe”, de Jô Bilac, “A árvore dos mamulengos”, de Vital Santos e “Quando nós os mortos despertamos”, de Henrik Ibsen – que terá a participação do Quarteto 16 Cordas, da Escola de Música.

Cada leitura do evento será seguida por um debate super produtivo com o respectivo diretor sobre o texto, autor e processo. A ideia do projeto é ser didática, levar a palavra dramática tanto para o público habituado a ela quanto para quem nunca foi ao teatro.

Programação (início sempre às 19:45)

  • Dia 08: O Deserto, de Mateus Cardoso. Direção: Mateus Cardoso (Grupo Carmin)
  • Dia 09: Conselho de classe, de Jô Bilac. Direção: George Holanda
  • Dia 10: A árvore dos mamulengos, de Vital Santos. Direção: Luciano Luz
  • Dia 11: Quando nós os mortos despertamos, de Henrik Ibsen. Direção: André Carrico
Previous ArticleNext Article
Débora Silva
Estudante de publicidade da UFRN, amante da cultura hip hop, torcedora do ABC e uma das redatoras top do Apartamento702.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *