Quando se fala em tatuagem em Natal, não dá para deixar de citar o trabalho do Ruy Pinheiro, da Real Studio Tattoo.

Mestre no realismo e com clientes fieis há anos, o ofício de da tatuagem para Ruy é construído a partir de um conceito novo: o slow tattoo.

A ideia veio, segundo ele, em contraposição à velocidade e padronização do mundo de hoje. O objetivo é levar o tempo que se for preciso para entender o cliente e para produzir o desenho que melhor vai se adequar àquela pessoa.

Por conta disso, ele gosta de trabalhar com dias exclusivos para seus clientes e entender o que realmente determinado desenho vai significar para ela.

Na entrevista abaixo, pontuada com algumas fotos de trabalhos dele, Ruy explica mais sobre o slow tattoo e conta um pouco sobre a sua história na tatuagem.

Entrevista Ruy Pinheiro – Real Studio Tattoo

1 – Como começou na tatuagem?

Eu comecei a tatuagem como um hobbie, experimentando desenhar em peles. Eu já curtia desenhar desde os meus 4, 5 anos. Passei só a migrar do papel, para a tela, depois para madeira, couro e por hora em peles. Lembro que por curiosidade comprei uma máquina daquelas bem ‘chibata’ junto com meu amigo Patrick, que hoje é diretor de arte, e por muita insistência da minha irmã fiz minha primeira tatuagem nela. Ela tem a tattoo até hoje, rs. Naquela época era tudo muito difícil, a gente não tinha internet e nem tinha acesso aos materiais. Aos poucos conhecendo alguns tatuadores da época, e colhendo dicas fui entrando cada vez mais a fundo.

2 – O que a tatuagem representa para você?

Um registro pessoal de momentos, fases, sentimentos, lembranças, algo que você gosta muito… Eu como faço muitos retratos, incríveis histórias de afeto chegam até o Real Studio e acabo fazendo parte de homenagens que nunca imaginaria. São incontáveis os/as clientes que saem daqui emocionados.

3 – Você tem como explicar melhor o conceito de slow tattoo?

Na verdade essa é uma associação que faço com fast-food, se formos comparar com a comida. Ou seja, sem que ocorra de fato a ligação entre o desenho e  o/a tatuado/a. Nós aqui do estúdio preferimos oferecer o oposto, pra isso dedicamos mais tempo a cada tatuagem para entender realmente o que ela significa, o que cada um espera que o desenho transmita e assim colocar personalidade em cada desenho. Para isso, precisamos de mais tempo e trabalhamos praticamente com dias exclusivos para cada pessoa. A gente só se dar por satisfeito quando o/a cliente sai completamente feliz. Isso deve ser coisa de virginiano, rs.

4 – Como funciona seu processo criativo?

O processo envolve uma atmosfera, tanto nós tatuadores como a pessoa que vai se tatuar , precisamos estar confortáveis e conectados. Tem que ser regado a uma boa música, café expresso feito na hora, rola até jogarmos uma partida de sinuca ou playstation para espalhar as ideias e para quem precisa de uma dose extra de coragem tem o serviço do bar.  Antes de marcar a tatuagem eu normalmente faço um atendimento para discutir o desenho, e fico com aquilo na cabeça. – Tu já imaginou? Aquilo ficará pra sempre na pele de outra pessoa, tem que ser o meu melhor.

5 – Quais as principais referências para o seu trabalho?

Eu busco inspirações em arte ao redor do mundo. Além de tatuadores, nos quais particularmente curto alguns ucranianos, eu me inspiro em  arte no geral . Pintores, escultores, grafiteiros, fotógrafos sempre vão me inspirar, cinema , dança …

6 – Quais dicas você daria pra quem vai tatuar?

Importante. a gente falar sobre isso. Muita gente acha que é só chegar num estúdio dar a pele e está tudo bem. Costumo explicar para quem vem ao meu estúdio o que é fundamental sobre biossegurança. Ou seja, a dica que eu dou é para você quando for a um estúdio repare se profissional que vai te tatuar está usando material 100% regularizado pela ANVISA, se o material a ser utilizado está isolado, e se o mesmo os usa corretamente. A dica é visitar o estúdio antes e sentir confiança.


O Real Studio Tattoo fica na Av. Afonso Pena, dentro da Saloon Barbearia.

Quer conhecer mais sobre o trabalho do Real Studio Tattoo? Você pode seguir o estúdio no Facebook e no Instagram. Para acompanhar Ruy Pinheiro nas redes sociais, basta seguí-lo no Instagram.