Ribeira Boêmia lança o seu primeiro EP “Sambas do Brasil” dia 14 no Sesc Rio Branco

O projeto cultural do Ribeira Boêmia, que se consolida em seu sétimo ano de existência, lança na próxima quinta-feira (14) seu primeiro EP: “Sambas do Brasil” no Sesc Rio Branco, às 19h com a participação de convidados especiais.

O EP conta com a direção e arranjos de Diogo Guanabara e produção de Leonardo Galvão e Laumir Barreto. Com gravação, mixagem e masterização de Eduardo Pinheiro (Estúdio Megafone), o EP tem sua arte assinada pelo artista plástico, Flávio Freitas e seu projeto gráfico elaborado pela PlanoB Marketing. O trabalho conta com composições de João Cavalcanti (ex-Casuarina), André da Mata, Vinicius Lins e Stênio Medeiros, entre outros que estarão presentes no lançamento, além dos parceiros do Projeto Cultural.

Com cinco músicas nas vozes de Daniela Fernandes e Rogério Madureira, o EP traz as músicas “Preciso Seguir” (André da Mata / Vinícius Lins), “Eu nego até o fim” (Fred Camacho / João Cavalcanti / Wanderson Martins), “Pranto em Acalanto” (Stênio Medeiros / Vinícius Lins), “Quando a Gira Girou” (Claudinho Guimarães /Serginho Meriti) e a junção de peças musicais, como “Ritual de Fé” (André da Mata/Wagner Nascimento), “Livro do Destino” (André da Mata/Nego Josy), “Maria da Roça” (André da Mata /Raul Di Caprio) e “Julgamento” (André da Mata/ Inácio Rios/Mingo Silva).

Para selar o sucesso do projeto, em vigor desde 2012, com rodas de samba, participação de renomados artistas locais e nacionais, nada melhor do que um EP que irá eternizar os momentos vividos em todos esses anos e divulga-los ainda mais, é o que diz o idealizador do projeto Leonardo Galvão.  “Nossa roda de samba tem trazido grandes nomes locais e nacionais. Vamos disseminar a cultura do samba para o público que aprecia boa música e o ritmo alegre do ritmo”, explica. Ele acrescenta que um dos grandes incentivos para esse novo desafio, foi o fato do projeto ter sido indicado como melhor Banda do Prêmio Hangar de Música do ano passado e este ano, novamente, uma honraria.

O projeto recebe a produção de Laumir Barreto e conta com importantes apoios para a sua realização, como: Fecomércio RN- Sesc/ Senac, SEBRAE, Universitária 88,9 e Plano B.

Os ingressos para o lançamento estão sendo vendidos a R$35 reais  e inclui o EP. Vendas online em Outgo e vendas físicas na Le Postiche do shopping Midway Mall.

Saiba mais sobre o Ribeira Boêmia

O Projeto Cultural Ribeira Boêmia existe desde 2012, mas ganhou novo impulso desde 2015, quando passou a ser realizado mensalmente, sempre aos sábados, com sua Roda de Samba oficial composta por músicos fixos, apresentando, a cada edição, renomados artistas locais e nacionais.

A primeira edição do Projeto Cultural Ribeira Boêmia aconteceu em 17 de agosto de 2012, quando foi formada a roda de samba com alguns dos mais respeitados sambistas da noite carioca, que foram acompanhados por músicos locais, não menos talentosos. Nessa época, o local da realização foi o extinto “Cultura Clube”, situado na parte final da Avenida Rio Branco, por trás do Teatro Alberto Maranhão. Fizeram parte dessa edição os sambistas nacionais Toninho Geraes, Renato Milagres e João Martins, trazendo uma bagagem de duas gerações que brilham, tanto como intérpretes quanto como compositores. Essa edição, sem dúvida alguma, além de ter sido o pontapé inicial do projeto, foi uma oportunidade rara, para que os natalenses, apreciadores do samba de qualidade, tivessem um contato mais estreito com o trabalho realizado em outras praças.

Ficha Técnica Do EP

Gravado e mixado nos estúdios Megafone, em Natal RN, em janeiro de 2019

Técnico de Gravação: Henrique Pachêco e Miguel Sampaio

Mixagem e Masterização: Eduardo Pinheiro

Produção Executiva: Laumir Barreto

Produção Musical: Leonardo Galvão

Direção e Arranjos: Diogo Guanabara

Fotografia: Thiago Varela

Arte: Flavio Freitas

Projeto Gráfico: Agência Plano B

Realização: Projeto Cultural Ribeira Boêmia

Percussão Geral: Weslley Silva (Cicinho), Flaubert Benício e Sergio Santies

Cavaquinho e Banjo: Leonardo Galvão

Violão 7 Cordas: Anchieta Menezes e Diogo Guanabara na faixa “Preciso Seguir”

Violão 6 Cordas: Diogo Guanabara

Bandolim: Diogo Guanabara

Baixo: Mônica Michelly

Flauta: Bruno César

Backing Vocal: Daniela Fernandes, Rogério Madureira, Diogo Guanabara

Vocais: Daniela Fernandes e Rogério Madureira

Convidados Especiais: Camila Masiso na faixa “Pranto e Acalanto” e João Cavalcanti na faixa “Eu Nego Até O Fim”

Previous ArticleNext Article
Cecília Oliveira
Cecília Oliveira é formada em Jornalismo, atua como produtora cultural e assessora de comunicação, é gorda power, a mil por hora, apaixonada por glitter, cachorros e fotografia.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *