A Ranger Evoque de Henrique Alves de R$ 26 mil e o caminhão de Robinson Faria de R$ 200

Uma das coisas mais bacanas de se fazer em período eleitoral é dar uma olhadinha nas declarações de bens dos candidatos. Sempre tem alguma coisa bizarra e interessante por lá.

Dentre os postulantes a governadores do Rio Grande do Norte, chama a atenção o valor declarado dos veículos que possuem.

Henrique Eduardo Alves é dono, por exemplo, de uma Ranger Evoque 2013. Ele declarou que a belezinha vale R$ 26 mil. Um carro que custa pelo menos uns R$ 190 mil nas concessionárias. Uma bagatela.

Captura de Tela 2014-07-08 às 01.23.19

Já o seu oponente-mor, o vice-governador Robinson Faria (PSD), é dono de um caminhão, ano 1976 da Mercedes Benz, que vale incríveis: R$ 272,73! O seu smartphone provavelmente é mais caro que o valor declarado do caminhão de Robinson.

Captura de Tela 2014-07-08 às 01.22.23

Além disso, no caso do Robinson, um olhar mais detalhado na prestação de contas dele mostra que ele declarou possuir 50% de um “prédio residencial na rua Giocomo Palumbo, em Lagoa Seca”. A metade do prédio vale, segundo a declaração, R$ 9 mil.

Captura de Tela 2014-07-08 às 01.22.45

Como assim? O prédio inteiro então vale R$ 18 mil?

Os dados estão disponibilizados no site do Tribunal Superior Eleitoral para todos verem e cobrarem explicações.

Afinal, por que tamanha diferença do preço declarado com o preço de mercado?

Previous ArticleNext Article
Jornalista formado pela UFRN. Fez o Curso Estado de Jornalismo Econômico do Estadão/FGV e o Rumos Jornalismo Cultural do Banco Itaú. News addicted. Apaixonado também por internet, cultura, política, mídias sociais, publicidade e pelo Palmeiras. Odeia azeitona.

Comentários

16 Comments

  1. PELAS DECLARAÇÕES DESES SUJEITO VEMOS QUE OS BENS DELES SÃO MODESTOS.. ALÉM DA BARATÍSSIMA ROVER DO HENRIQUE POR 26 MIL… TEMOS UMA PROPRIEDADE DO CANDIDATO ROBINSON EM S. JOSÉ DE MIPIBÚ POR APENAS $ 1.418,18.. RRSRS.. ISSO É UMA PIADA. QUEM FISCALIZA ISSO HEIN ?????

  2. O atento 'Repórter' deveria saber que tentar enganar a Receita, além de inútil, é crime fiscal!
    Os Bens devem ser declarados pelo seu valor de aquisição e assim se mantém nas declarações seguintes até a sua eventual alienação, quando então é calculado e recolhido o IR devido.
    Isso vale pra mim, pro Repórter, e pros ilustres políticos.
    Portanto, só analisando o histórico do IR dos 'Suspeitos' é possível fazer algum juízo de valor sobre os valores declarados.

    1. Amigo, uma coisa é Receita Federal, outra coisa é Justiça Eleitoral. Não analisei o imposto de renda dos candidatos, mas as declarações de bens dadas à Justiça Eleitoral.

  3. Claro que existe irregularidades. Mas vocês analisam a coisa da maneira errada. Muitos valores citados corresponde com a realidade.
    Por exemplo, um candidato comprou uma casa em 1998 e ela valia 15 mil reais, só que hoje ela vale 300 mil. Na declaração de imposto de renda o que vai constar é o valor que ele adquiriu o bem e não quanto esse bem vale hoje.
    Em relação a Range Rover, esse valor de 26.000,00 pode ser referente a uma entrada que o individuo deu, e talvez o veículo esteja alienado ao banco, então não pertence a ele, então ele só pode declarar os 26 mil reais.

    Sim, existe uma quantidade imensa de falcatruas em declarações, mas temos que saber um pouco mais antes de meter o pau. Não quero defender nenhum candidato, até porque eu não sou afiliado a nenhum partido e nem conheço a politica do RN.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *