Novo projeto de cenas curtas estreia no canal do YouTube da Casa da Ribeira

Todo domingo às 10h da manhã, tem vídeo novo e novas cenas de teatro em curta duração no canal do YouTube do Espaço Cultural Casa da Ribeira.

É o #CurtoTeatro On-line, temporada piloto.

Artistas com formações e trajetórias diversas se reinventam isolados em suas residências, durante a pandemia, de frente para a câmera do seu celular, criando narrativas curtas que mixam autobiografias, sentimentos extraídos de uma música ou peculiaridades de um dia qualquer.

Projeto contemplado em edital da Lei Aldir Blanc do Governo do Estado do Rio Grande do Norte / Fundação José Augusto

EPISÓDIOS JÁ DISPONÍVEIS!

Na playlist do projeto já é possível assistir os dois primeiros episódios que tiveram sua pré-estreia durante o recente Festival FICA.

|| Episódio 01 | “VAI EMBORA” de Arlindo Bezerra

Fragmentos de que o cotidiano levou. Um sol que já não guia mais dois. Uma mala feita de lembranças arrancadas.

Ator: Arlindo Bezerra

Direção e edição: Rogério Ferraz

Trecho do espetáculo “AQUILO QUE O MEU OLHAR GUARDOU PARA VOCÊ” uma peça do Grupo Magiluth (PE) e dramaturgia de Giordano Castro

|| Episódio 02 | “WALLACE ENTIDADE” de Wallace Lino

Na reconstrução afetiva de um processo de desmontagem com foco na sua trajetória e personagens dos espetáculos da Cia Marginal (RJ), Wallace Lino encontra com Derlei Pombel. Registros, vozes e arquivos contam os entremeios entre, teatro, audiovisual, ficções e realidades da existência dessa lendária figura. O curta foi contemplado pelo edital Arte como respiro: Audio visual, sendo exibido no Festival Arte como respiro: Audio Visual Itaú cultural 2020.

||     Classificação Indicativa: 12 anos              |

ESTREIAS TODO DOMINGO!

Próximo domingo, 21 de março, às 10h da manhã, no Youtube da Casa, estreia:

|| episódio 3 | “AS GENTES VERDADEIRAS” de Maria Di Lia: https://youtu.be/0fsrHo_ajlY

A narrativa inspirada e em reverência aos Povos Nativos de Pindorama, subjugados em situação de extermínio há mais de 500 anos. Seus descendentes continuam lutando pela manutenção de sua cultura, numa relação de amor e proteção a uma das maiores biodiversidades do mundo.

Texto e Imagens: Maria Di Lia Montagem e Edição: Pedras Leão Trilhas: Igapó de Almas

Locação: Casa das Artes de Ponta Negra

Previous ArticleNext Article
Alana Cascudo
Publicitária formada pela UFRN e pós-graduada em MBA Gestão da Comunicação em Mídias Sociais pela ESPM. Cinéfila, notívaga, apaixonada por viagens, gastronomia e assuntos relacionados. Sofrendo constantemente de insatisfação crônica, intolerante à lactose e totalmente desequilibrada.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *