Natal contra Fábio Porchat: por que a reação contra piada sobre o natalense é tão absurda (e cômica)

O vídeo tem menos de um minuto. Nele, o humorista Fábio Porchat tripudia com os habitantes de Natal. Diz que, apesar da beleza da cidade, nela só há gente feia. Quase uma “casa de praia do demônio”. Por essa característica, Natal deveria se chamar, segundo ele, Halloween.

Mais engraçada que a piada – que sim é muito boa – é a reação de parte das pessoas. Muita gente levou a troça a sério e ficou realmente irritada com o que o humorista disse.

Isso tudo ao ponto de pedirem boicote do show que ele pretende fazer na cidade no dia 22 de maio.

Em tempos de “O Gigante Acordou” não me surpreenderia de ver gente fazendo um protesto formal contra Porchat. E nem me surpreenderia se, na Câmara Municipal, proporem algum tipo de menção tipo persona non grata para ele.

É interessante essa reação ao humor.

Trabalhar com comédia é sempre andar numa linha tênue entre o ofender e o ser engraçado.

Muitas vezes para ser engraçada, a piada tem um certo caráter ofensivo. É normal. Piadas com gaúchos, por exemplo, sempre questionam a sexualidade dos homens de lá.  Os portugueses, então, sempre colocados como burros.

E até em Natal, essa cidade melindrosa, há troça com os mossoroenses. Ou são matutos, ou não muito inteligentes, ou feios ou comem sanduíche com garfo e faca.

Tudo motivo de piada.

Assim como são as charges, as piadas são uma versão distorcida da realidade. Há um exagero e este exagero é que faz com que cada um de nós gargalhe ao ouvir uma história dessas.

Isso não significa necessariamente que a história, causo, ou piada é real. Ela é uma ficção para entreter fazer rir e só, passou.

Imagina se todos os gaúchos se unissem contra as piadas dos gaúchos. Ou se todos os paraibanos proibissem a entrada de humoristas que fazem troça com eles. Ou se os portugueses baixassem uma lei que proibiria piadas de portugueses em terras lusitanas?

Seria uma situação tão ridícula, como é essa reação a piada do Fábio Porchat com os natalenses.

O mais irônico é que o humor está no ridículo, o que acaba fazendo disso tudo, inclusive essa equivocada reação negativa, algo cômico.

Com um bônus: e ainda mostra o grau de província que a cidade mantém.

Previous ArticleNext Article
Jornalista formado pela UFRN. Fez o Curso Estado de Jornalismo Econômico do Estadão/FGV e o Rumos Jornalismo Cultural do Banco Itaú. News addicted. Apaixonado também por internet, cultura, política, mídias sociais, publicidade e pelo Palmeiras. Odeia azeitona.

Comentários

34 Comments

  1. Sinceramente esse cara devia fazer outra coisa na vida, não deu certo ser ator muito menos humorista, vai estudar fazer medicina ou engenharia,

  2. Para mim, o cara é um comediante de quinta categoria – já vi alguns de suas apresentações porque uma amiga, amiga dele, pediu por Facebook que curtíramos sua página para que ele fosse não sei onde…(e é assim que muitos vão indo..de amigo em amigo curtindo, não por merecimento mesmo). Não é necessário desrespeitar ninguém, nenhum povo, nenhuma religião, nenhuma raça, etc. para fazer outras pessoas rirem. Isso não é humor..é falta de respeito. Um grande defeito do brasileiro: aplaudir de pé a babaquice alheia, dar ibope a BBBs e novelas, continuar votando em quem não deve..Que pena, uma nefasta idiotização das massas em um momento onde tanta boa informação está aí, ao nosso alcance, mas é menosprezada para dar lugar à imbecilidade e à falta de talento.

  3. Gente, PORFAVOR.
    Certeza que se ele tivesse dito que o povo da zona norte eh feio, ou quem vai a praia do meio, ninguem tava de MIMIMI e iam rir junto com ele, concordando e confirmando o esteriótipo do pobre feio.
    O problema é que ele falou da cidade toda, incluindo os que moram em bairros bons (aspas).
    Hipocrisia, a gente vê por aqui.

  4. Toda piada ofensiva pode agradar ou não. Se eu fizer uma piada de mossoroense e alguém não gostar ele tem todo direito de reclamar e eu aceitar, e se ele me colocar para fora da casa dele, está com todo direito, o errado sou eu ou ele que não gostou da piada? Quem nunca foi um alvo de piada e ficar chateado, principalmente em situações ridículas e constrangedoras. E aquele apelido que te colocaram na adolescência que você não gostava e (quase) brigou com alguém por causa disso. Tudo o que faço eu colho o fruto deste ato, é a lei da semeadura, você colhe o que planta. Nos sentimos ofendidos pela forma irônica dele, não é só uma piada, é falta de respeito. Esqueceram como os sulistas tem feito comentários maldosos dos nordestinos? Porque não faz piada maldosa de negro e gay, háááá pode ser preso né? O povo se revoltou e estamos em nossa liberdade de fazer isso sim, assim como os portugueses e os gaúchos se quiserem. Se ele não vai ser bem recebido em Natal, ele esta colhendo o que plantou, deveria ter pensado nisso antes. Existem outras formas mais inteligentes de fazer piadas sem precisar denegrir ninguém.

  5. Isso é uma HIPOCRISIA sem tamanho da povo de Natal.
    O cara é um HUMORISTA e faz piada com tudo. Quem acompanha o canal Porta dos Fundos deles no You Tube conhece como o humor deles é ácido e inconveniente.
    Engraçado é que ninguém de Natal fica ofendido quando se fala mal de cidades como Mossoró e Ceará Mirim.
    Povinho idiota.

  6. Deixa ele vir para natal, realmente falar que o povo é feio é uma bobagem, mas o que é feio para ele ? o sotaque ? o jeito de se vestir ? a aparencia ? o nordeste ? ele quis fazer graça com pre conceito e isso nos tempos de hoje é sem graça totalmente. Ele é bonito, porém sem graça e não deixamos de ir ao teatro para ve-lo para prestigiar um rapaz novo que está lutando por um lugar como comediante, as piadas são fracas eles se esforça para arrancar sorrisos, não é espontaneo como os cearenses que rimos com gosto.Convido a todos a conhecer Natal para ver como a cidade é bonita, as pessoas são bonitas tbém, acolhedoras, prestativas… isso sim é ser gente bonita a aparencia não é nada apenas uma capa, mas como em todo lugar existe gente desprovida de beleza, as mulheres de Natal são lindissimas, acho que ele não foi a resaurantes, bares e boates para ver pessoas aparentemente bonitas…

    1. Desculpa aí mas pra falar dessa beleza toda precisou de mais exagero que a piada dele. Primeiro, não tem taaaanta gente lindíssima rodando na rua em canto nenhum no mundo, aqui não é exceção. E ele nem falo de nordestino nem citou características que remetessem a nada disso, a cidade aqui é mais suja que muitas outras cidades no próprio estado (vide Acari, linda e limpíssima, isso é beleza), isso tudo que você diz é complexo de inferioridade e preconceito seu. Afff…

  7. também nao fiquei ofendida, ate porque, ele já fez essa mesma apresentação em outras cidades e sempre muda o nome das cidades. Besteira, então não achem bom também piadas de cearense, de Português de viado e etc…

  8. Quem for no show desse cara não vai se arrepender, agora natalenses, potiguares parem de chororooo, tá na hora de crescer, amadurecer, isso é COMÉDIA, de fato ele não falou só mal de Natal!!!! Além do mais, qual a mentira? O povo é feio mesmo kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  9. Acho engraçado como se encara essas piadas que são sempre de mal gosto como algo normal. Eu não acho isso algo normal. Se fosse assim, o bullying também seria "normal", pois se trata de uma piada em cima de outra pessoa. Hoje em dia não se faz piada como antigamente, fazer os outros rirem sem ofensa, sem apelação é o grande desafio dos humoristas. O seriado Chaves e a Turma dos Trapalhões o fizeram muito bem. O Fábio Porchat não sabe fazê-lo. Só lamento.

  10. imagine se todas as cidades que Espanta tirou sarro fossem ficar com raiva dele, ele tira onda com Recife< rio de Janeiro, são paulo … porra, vamo deixar de babaquice de lado e vamos rir,
    gostei do que vc disse sobre Mossoró Fábio Farias, sou dessa cidade e sempre levo na esportiva o que os natalenses falam daqui, façam o mesmo galera

  11. Interessante se fosse uma piada sobre qualquer outra cidade do país, sobre japonês, sobre português ninguém estaria reclamando tanto, mas como é sobre Natal ocasionou este rebuliço todo, sou Natalense e não me senti ofendido pela piada, pq é apenas uma piada u.u

  12. Boa Flocos de Milho!! O pior é que to rindo até agora!!! O velho recalque do povo! Não dizem que carioca é favelado… e que os gaúchos são isso e aquilo outro… existem brincadeiras que generalizam… e o humor se utiliza muito desse artifício. O cara é bom… e falou a brincadeira de forma engraçada!!! rsrsrsrrsrs… Eu nem gosto de brincar com os natalenses, né… que o digam Gadeia, Mariana, Thayse, etc

  13. Fábio,

    ontem por acaso assisti um video de um show completo do Porchat, e cheguei a conclusão que estava suspeitando. Ele, no show, fala que “gosta de viajar”, e daí cita as cidades por onde passou, fazendo piada com todas. As cidades citadas são: marrocos, egito, são paulo, rio de janeiro, japao, porto de galinhos, entre outras muitas cidades. Ele faz piada com todas, como é de costume, desde o costume ao modo como as pessoas falam, etc. Em nenhuma piada vi algo que fosse preonceituoso, tudo ali fazia parte da pauta da piada. Fico pensando, imagine se cada lugar/cidade a população ficasse chateada? tipo, o mundo todo!

  14. Ainda estou procurando a piada. Chamar pessoas de qualquer naturalidade de feio é piada???????? Fabio, experimente fazer isso com uma única pessoa desconhecida nas ruas de qualquer lugar !

  15. kkkkkkkkkkkkkkkk absurda e cômica mesmo! Isso é a falta que os Natalenses tem do que fazer é ? Acho interessante que com isso estão preocupados mas e a situação precária que o estado encontra-se ? Saúde, politica, segurança e educação ??? Omi vão procurar algo realmente que valha esse "furdunço" todo.

  16. Sou de Natal, não fiquei ofendido com isso, até pq gente feia tem em todo lugar, ele é o melhor exemplo disso. Agora acho que isso não é piada, ele precisa aprender com humoristas de verdade a fazer um papel legal de humor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *