Aureliano lança livro ilustrado sobre masculinidade tóxica na próxima quinta (7)

“Pinga pia, pinga pia, pinga pia. 

Desde cedo, muito cedo, João ouvia 

que chorar não era coisa que menino fazia. 

Pinga pia, pinga pia”.

O ilustrador e escritor Aureliano (Medeiros) lança O menino que desaprendeu a chorar, na próxima quinta-feira (7), a partir das 17h no café Sr. Petita, por trás do Bardallos. O livro, escrito e ilustrado pelo artista, é uma viagem visual por sentimentos que, desde cedo, meninos aprendem que devem ficar guardados. Por entre palavras e traços simples, o autor nos questiona: Para onde vão as lágrimas que não nos permitimos chorar?

Passando por temas delicados mas tão presentes no universo masculino, o ilustrador potiguar destranca a porta do desconhecido e põe na sala a discussão sobre masculinidade tóxica e qual seria a semente desse homem que parece não (querer) sentir. O livro é indicado para crianças de todas as idades e o marejar de olhos vem de brinde com todos os exemplares.

A publicação foi lançada inicialmente no Festival Mário de Andrade, a Virada do Livro (SP). O autor foi convidado a compor a programação do festival paulista, dividindo espaço com nomes como Fernanda Montenegro e Mia Couto. Sendo um dos poucos representantes nordestinos no evento, Aureliano leva um pouco de Natal para onde vai.

Habituado com os quadrinhos, meio em que se tornou popular virtualmente, o @oiaure conta hoje com mais de 200 mil seguidores no facebook e 50 mil no instagram. Em sua página, o ilustrador trata de questões sobre cotidiano, mídias sociais, saúde mental, corpo e sobre se sentir desencaixado em toda e qualquer situação.

O menino que desaprendeu a chorar é o terceiro livro de Aureliano, tendo iniciado sua carreira literária em 2015 com o romance (também ilustrado) Madame Xanadu: A história de uma drag queen deprimida e profundamente natalense, por entre as ruas do centro histórico da capital potiguar. Seu segundo livro, que reuniu os quadrinhos que tecia virtualmente, chama-se Mercúrio Cromo e foi devidamente costurado em 2017 pela Editora Lote 42 (SP). Entusiasta dos fanzines e experimentações gráficas, Aureliano publicou trabalhos diversos em formatos esquisitos, sempre incluindo suas tão queridas ilustrações

Após o lançamento na terra Natal, o autor se prepara para uma grande maratona de eventos para divulgar o livro, passando por Recife, Rio de Janeiro, Ilha de Paquetá e São Paulo de novo. Boa sorte pra ele que tem muita saúde, pelo visto.

Chame todo mundo e apareça você também! Depois emende a noite “cidade alternativa” no Bar da Meladinha e afins.

Serviço:

Lançamento “O menino que desaprendeu a chorar”

Data e hora: Quinta-feira (7) das 17h às 20h

Local: Café Sr. Petita.

Rua Voluntários da Pátria, 672, por trás do Bardallos

Cidade Alta, Natal – RN

Valor do livro: R$25

Previous ArticleNext Article
Alana Cascudo
Publicitária formada pela UFRN e pós-graduada em MBA Gestão da Comunicação em Mídias Sociais pela ESPM. Cinéfila, notívaga, apaixonada por viagens, gastronomia e assuntos relacionados. Sofrendo constantemente de insatisfação crônica, intolerante à lactose e totalmente desequilibrada.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *